Como e quando é indicado iniciar o desfralde

O desfralde é uma em que as crianças começam a ter autonomia Saiba como você pode auxiliar neste momento.

Uma das preocupações mais comuns na fase da infância dos filhos é a hora do desfralde. Seja por dúvidas, por ainda não ter jeito, ou por não saber por onde começar, é normal que seja um processo diferente para cada criança. Pesquisar sobre o desfralde e conversar com outros pais e mães pode ajudar muito!

Seja qual for o tipo de fralda que os seus filhos usem no dia a dia (de pano ou descartáveis), vai ser preciso um período de adaptação da fralda para o troninho e do troninho para o vaso sanitário, já que a maioria das crianças não se adapta logo de cara ao vaso sanitário. Também pode ser preciso adaptar o assento, incluindo um assento menor que acomode melhor os pequenos nesta fase.

Qual a idade ideal para o desfralde?

A Sociedade Brasileira de Pediatria indica que antes dos dois anos de idade, o corpo da criança ainda não tem maturidade suficiente para controlar as vontades de xixi e cocô, portanto é melhor que o desfralde seja iniciado após esta idade, para evitar frustrações familiares, a vergonha da criança e um crescimento precoce. Em média, o período de desfralde leva de 2 a 4 meses, dependendo da criança.

O ideal é que o desfralde ocorra por volta dos dois anos e meio ou três anos. Aqui é muito importante observar e entender a maturidade da sua criança, tendo atenção aos sinais de prontidão que ela dá quando está com vontade de fazer as suas necessidades. São eles:

  • Saber nomear xixi e cocô: é importante que a criança saiba falar o nome das necessidades que precisam fazer
  • Anunciar que vai fazer xixi ou cocô: quando começam a avisar os pais, é hora de pensar no desfralde, pois eles já estão mais maduros para saber quando precisam ir ao banheiro.
  • Bebê incomodado com a fralda: quando seu filho começa a reclamar da fralda suja, você pode mostrar para ele que existem opções mais confortáveis na hora de fazer as necessidades.
  • Imitação: as crianças observam muito e aprendem imitando. Se seu filho começar a imitar os pais ou irmãos no vaso sanitário, pode ser a hora de iniciar o desfralde.

Por isso, é bom observar os sinais que seu filho dá nos comportamentos do dia a dia. Ele pode estar se preparando para este desfralde espontâneo.

Como começar a desfraldar?

O primeiro passo para o desfralde das crianças é entender que é um processo único para cada um, e que vai ser preciso dedicação e paciência neste período. Antes de aprender a ir ao banheiro igual aos adultos, a criança vai sujar a calça, a cama ou o sofá. E os pais vão precisar ter calma para ouvir mais e repreender menos. Se a criança se sentir pressionada, esta fase pode ser ainda mais difícil.

Também é preciso entender que o desfralde diurno será diferente do noturno.  

No desfralde diurno, a criança tende a ter mais controle sobre as vontades de ir ao banheiro, e podem pedir o auxílio dos pais.

Já no desfralde noturno, é mais comum ter alguns escapes, o que pode tornar o processo de desfralde um pouco mais longo, mas não desanime: você pode manter o uso das fraldas para o período de sono do seu filho.

É muito importante que você diga para a criança usar o banheiro antes de ir dormir, para evitar esses acontecimentos noturnos. Mas, caso eles aconteçam, não o recrimine porque faz parte do processo. Tente estimular a criança, dizendo frases de incentivo.

blog-mustela-desfralde-criança-sem-fralda

 

Os escapes são normais!

O desfralde não vai acontecer da noite para o dia. Esta fase costuma durar de 2 a 4 meses, dependendo da criança. Neste período, ela pode deixar escapar alguma necessidade, ou sentir vergonha de dizer que precisa ir ao banheiro. Combine com ela sinais para que esta comunicação fique mais fácil e ela se sinta confortável em verbalizar a vontade de fazer xixi ou cocô.

Se por acaso houver escapes, ou se encontrar seu filho fazendo as necessidades fora do troninho ou vaso sanitário, não o recrimine. Não o deixe constrangido, só diga que ele pode continuar aprendendo e que da próxima vez conseguirá fazer no local adequado. Nesta fase, também é importante manter uma comunicação ativa com a creche ou escola, para saber como está sendo este período fora de casa, e evitar que o seu filho passe por constrangimentos.

As escolas podem ajudar?

Se o seu filho já estiver na creche em meio período ou tempo integral também pode ser um caminho que ajude nesta fase. Mantenha uma comunicação direta com as professoras do seu filho, e procure entender se ele se mostra confortável ou desconfortável em ir ao banheiro durante o período que passa fora de casa.

O convívio com outras crianças pode incentivar este momento, pois ela aprenderá que todas as crianças passam por isso também. Mas lembre-se: não é papel da escola começar o desfralde. Esta atividade começa em casa, e as professoras só auxiliarão o processo. Quem deve conversar com a criança é a família, e os primeiros cuidados devem começar em casa.

Como apresentar o troninho e o vaso sanitário

Os troninhos, também chamados de penicos, podem ser um grande aliado no início desse processo. Para quem quer incentivar desde o início o uso do vaso sanitário, invista em redutores de assento, escadinhas e outros acessórios que deixarão a posição da criança mais confortável, com pés apoiados no chão.

Deixe que a criança tenha o tempo dela, sem pressão, ao usar o banheiro.

Use recursos lúdicos para deixar a criança mais à vontade e facilitar o processo de desfralde:

  • Livros com histórias ilustradas e bem-humoradas que falem sobre o tema
  • Adesivos ou cartela de ímãs de incentivam ao desfralde. Boa ideia para mostrar a evolução da criança.
  • Brinquedos como Pelúcias e Bonecos para fazer companhia para a criança
  • Calcinhas ou cuecas de personagens que seu filho gosta

Priorize o conforto da criança

Roupas confortáveis e fáceis de tirar vão facilitar muito a hora de ir ao banheiro. Para calcinha e cueca, é indicado tecido de algodão, para deixar as partes íntimas respirarem adequadamente. Além disso, algodão é indicado também para todas as fases da vida.

As peças também precisam ser um pouco mais larguinhas, para não apertar as pernas das crianças e dificultar a circulação. Se a criança não usava calcinha ou cueca antes do desfralde, nesta fase, ela pode se incomodar um pouco na fase inicial.

Cuidados com a higiene

Ensine a criança desde pequena a ter bons hábitos de higiene. Explique que ela sempre precisa lavar as mãos com sabão e água depois de fazer as necessidades no banheiro e, também se ela estiver com as mãos sujas antes.

E para cuidar também da natureza, sempre feche a torneira ao ensaboar as mãos. Além de não desperdiçar água, nesse momento, você pode mostrar a criança cada detalhe da mãozinha dela enquanto lava junto as mãos.

Não se esqueça que as crianças aprendem muito com as atitudes dos pais, então, dê exemplo e faça a higienização das mãos sempre.

A região íntima da criança pode apresentar coceira, desconforto e sensibilidade a partir do início do desfralde. Além do conforto na hora de fazer as necessidades, durante o banho, tenha um produto próprio para a higiene íntima da criança e evite que a família toda use o mesmo sabonete.

O Gel Higiene Áreas Delicadas foi pensado especialmente para este momento. Este dermocosmético da Mustela é feito com Aloe Vera, Perseose® de Abacate e Tensoativos suaves para limpar com suavidade a região íntima.

Gel Higiene Áreas Delicadas Mustela
Gel Higiene Áreas Delicadas Mustela

É ideal para usar diariamente durante o banho, graças ao pH fisiológico e propriedades que acalmam irritações e protegem as áreas delicadas das crianças.

Outro fator que também pode influenciar no conforto do seu filho durante a fase de desfralde, é o que você usa para limpá-lo. O papel higiênico pode ainda ser algo muito estranho para as crianças, por isso, você pode fazer essa transição do lencinho de limpeza de uma forma suave e gradual.

 

Converse com seu filho

Durante essa fase, seu filho precisa se sentir apoiado pela família. Converse com ele e apresente o troninho, diga que é especialmente para ele, e que depois ele passará a usar o vaso sanitário, como as outras crianças maiores e como os adultos. É importante que ela entenda a fralda será cada vez menos necessária dali em diante.

Evite comentários de comparação com outras crianças, apenas diga que todos estão aprendendo aos poucos a não precisar mais das fraldas e que escapes são comuns.

Lembre-se: paciência, carinho e muita conversa. Tente transformar este momento em uma fase acolhedora e tranquila para a sua criança.

Você também vai gostar

Imagem
blog-mustela-Hábitos-higiene-para-pais-filhos-combaterem-avanço-coronavírus-395x415
BEBÊ

Desenvolvimento da criança

Hábitos de higiene para pais e filhos combaterem o avanço do coronavírus

Imagem
Crianças praticando esportes: incentivos e cuidados com Mustela

Crianças praticando esportes: incentivos e cuidados com Mustela

Imagem
advice gym mini
BEBÊ

Estimulando o bebê

A primeira escola do seu filho