Os perigos do sol

As consequências nefastas do Sol

As queimaduras solares, imediatas e dolorosas, não são a única consequência de uma exposição excessiva aos raios UV. Com os anos, a exposição prolongada e as queimaduras solares sucessivas conduzem a um envelhecimento acelerado da pele, a um enfraquecimento das defesas imunitárias, o que provoca em determinados casos câncer de pele e cataratas que podem conduzir à cegueira.
Além disso, as agressões solares durante a infância degradam irreversivelmente o sistema de defesa cutâneo: a pele acumula os radicais livres tóxicos, a capacidade de reparação diminui e os danos celulares são definitivos. Assim, uma pele fragilizada por queimaduras solares, principalmente antes dos 10 anos, será sempre uma pele vulnerável.


Por conta disso, é essencial limitar ao máximo a exposição solar do bebê e proteger o melhor possível a pele dele com produtos de índice elevado (SPF 50+) especificamente desenvolvidos e adaptados ao tipo de pele. Ao proteger o seu filho do Sol, está contribuindo para reduzir consideravelmente os riscos dele desenvolver um câncer de pele na idade adulta.

Para saber mais sobre os gestos corretos a ter para proteger o seu filho do Sol, consulte a nossa ficha de conselhos.

 

 

Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados