Manchas na pele durante a gravidez: causas, como prevenir e tratarMarço 2019

As manchas na pele durante a gravidez aparecem por diversos motivos, de fatores hormonais a herança genética. Para prevenir, a proteção solar diária é fundamental, assim como uma rotina de cuidados com a pele da futura mãe.

 

O aparecimento de manchas na pele durante a gravidez é bastante comum: os  melasmas ou cloasmas gravídicos podem aparecer no rosto e também em outras partes do corpo, como mamilos, axilas e barriga. Esta hiperpigmentação da pele, também conhecida como melasma, é causada pelas alterações hormonais comuns da gestação além de fatores genéticos e exposição excessiva ao sol.

 

Importância da proteção solar

Para prevenir o aparecimento destas manchas e minimizar os melasmas, é muito importante adotar alguns hábitos simples durante a gravidez, como evitar a radiação solar em horários de pico, entre as 10 da manhã e 16 horas, por exemplo. A proteção solar precisa ser feita desde o início da gravidez. Um bom filtro solar é, portanto, item obrigatório na bolsa e no dia a dia da futura mamãe.

 

O FPS (Fator de Proteção Solar), que protege a pele contra os raios UVB, deve ser, no mínimo 30 e caso seja preciso ficar exposta ao sol, é importante reaplicar o produto a cada duas horas. A gestante também deve ficar atenta ao PPD, sigla em inglês que quer dizer Persistent Pigment Darkening e resguarda a pele dos raios UVA. O PPD deve ser igual ou superior a 10.

 

É importante ressaltar que depois da gravidez, no entanto, a proteção solar continua indispensável para evitar o escurecimento e o aparecimento de novos melasmas.

 

Alternativas seguras para proteger a pele

Quando a exposição ao sol é inevitável, além de um bom protetor solar, óculos de boa qualidade - com proteção eficiente contra os raios UVA e UVB - e chapéus, bonés ou viseiras - que devem ser utilizados mesmo nos dias sem sol e são grandes aliados para evitar as manchas escuras no rosto.

 

E fique atenta à composição dos protetores solares e de outros produtos para cuidados com a pele, já que alguns ingredientes presentes nos cosméticos podem não ser indicados durante a gravidez. A dica é escolher produtos adequados para esta fase, que sejam livres de ingredientes questionáveis e ofereçam segurança para a mãe e o bebê, inclusive no período de amamentação.

 

De olho nos cuidados com a pele

Além da proteção contra o sol, os cuidados diários com a pele devem ser mantidos. Banhos muito quentes, uso excessivo de sabonetes e falta de hidratação podem colaborar para o aparecimento dos melasmas. Por isso é tão importante manter uma rotina de cuidados, já que, quando não recebe a devida atenção, a pele pode continuar manchada mesmo após o nascimento do bebê.

 

Lembrando que  boa hidratação da pele, com produtos que tenham ingredientes nutritivos e naturais  em sua composição, ajudam a dar mais elasticidade à cútis durante a gestação, ajudando a prevenir possíveis alterações cutâneas que ocorrem durante a gravidez.

 

Melasma na gravidez: como tratar?

Muitas vezes, nem mesmo todos os cuidados com a pele durante a gravidez são suficientes para evitar totalmente que as manchas escuras apareçam. Infelizmente, alguns tratamentos estéticos para combater os melasmas não podem ser feitos durante a gestação.

 

A boa notícia é que após o nascimento do bebê existem mais alternativas para a recém-mãe, como tratamentos com ácido retinóico, peelings, sessões de laser e cremes clareadores. Em ambos os casos, o mais importante é buscar a orientação de um dermatologista para saber qual é a melhor maneira de cuidar das manchas que surgiram durante a gravidez.

 

Vale ressaltar que outros cuidados e hábitos saudáveis também colaboram para a boa saúde e devem ser incluídos na rotina da futura mãe, como alimentação balanceada e atividades físicas regulares.

 

Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados