Para amamentar com serenidade

Bem-Estar

Bem-Estar

Conselhos de Especialistas

PARA AMAMENTAR COM SERENIDADE E PAZ DE ESPÍRITO

Acabou de ter ou está à espera de um bebê? Talvez você queira amamentar para manter a relação íntima que vocês criaram durante os últimos 9 meses e você quer fazer isso corretamente. Ou talvez ainda não se tenha decidido sobre esta questão e queira esclarecer algumas dúvidas. Aqui tem tudo o que precisa saber sobre a amamentação, para o bebê e para a mamãe.

AMAMENTAR É UMA DECISÃO SUA, COMO MÃE!

Embora a questão de dar de mamar ou dar na mamadeira, que existe há muitos anos, possa estar te perturbando ela é uma decisão que cabe apenas a você. Se deve ou não amamentar vai ser uma das primeiras decisões que vai tomar como mãe de primeira viagem. Talvez já tenha pensando muito sobre o assunto e tem a sua decisão definida ou ainda não tem a certeza do que fazer e precisa compreender o que significa, exatamente, amamentar.

De qualquer maneira, o que é importante para você e para o seu bebê, é que se sinta bem sobre o tema e sobre a sua decisão. Esta é uma escolha inteiramente pessoal entre você e o seu marido e isso deve ser respeitado. A maioria das mães de primeira viagem encaram a amamentação como um processo natural da gravidez. Exceto algumas raras exceções, todas as mulheres podem amamentar os seus bebês. Se já está decidida a amamentar ou ainda não tem bem a certeza, deve considerar que é sempre algo benéfico para o seu bebê e para você. Se for feita da maneira correta, a amamentação será uma experiência extremamente positiva. Não hesite em consultar um especialista experiente em amamentação para ajudá-la a esclarecer as suas dúvidas e na tomada de decisão.

UMA FONTE DE BENEFÍCIOS PARA você E PARA O SEU BEBê

O seu leite materno é, indiscutivelmente, adequado às necessidades nutricionais do seu bebê; a sua composição altera-se à medida que o bebê cresce, e até mesmo ao longo do dia, conforme os alimentos que ingere. A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que a amamentação seja exclusiva até que o seu bebê tenha 6 meses. Mesmo que por períodos mais curtos, a amamentação é sempre recomendada, uma vez que os leites disponíveis no mercado não possuem todas as características e benefícios do leite materno. Além desse fator biológico e nutricional, a amamentação cria uma ligação especial entre a mãe e o bebê.

Para o seu bebê
- O leite materno é o principal fator na proteção da saúde do seu bebê, garantindo que ele recebe todos os nutrientes que ele precisa para crescer e se desenvolver corretamente. Embora a composição do leite varie de mãe para mãe, o leite materno deve conter gorduras, proteínas e hidratos de carbono, juntamente com a quantidade exata de vitaminas e minerais.
- O seu leite contém um elevado número de anticorpos, que protegem naturalmente o seu bebê contra doenças infeciosas (bronquite, infecções nos ouvidos, dores de garganta, etc.), bem como de certas alergias incluindo alergias alimentares.
- De acordo com as últimas pesquisas, o leite materno também contribui positivamente para o aumento do peso do bebê, limitando o risco de obesidade durante a infância e na adolescência.

Para você 
- Amamentar, matém o seu bebê perto de você, é uma experiência única que não só ajuda a construir um vínculo profundo entre vocês dois, mas também libera hormônios que a fazem sentir-se bem entre as mamadas;
- Por desencadear contrações uterinas, a amamentação ajuda o útero a recuperar a sua forma e a voltar ao seu tamanho normal mais rapidamente;
- Vários estudos têm demonstrado que o leite materno é uma mais-valia para a sua saúde, como mãe. Amamentar reduz drasticamente o risco de desenvolvimento de osteoporose.
- Ao amamentar, vai conseguir recuperar o seu peso mais rapidamente: uma mulher queima cerca de 800 calorias por cada litro de leite produzido.
- Por fim, a amamentação simplifica a sua vida: não há mamadeiras para prepara nem lavar, nem é preciso comprar leite em pó num domingo à noite.

PREOCUPADA COM AS PRIMEIRAS VEZES QUE VAI DAR DE MAMAR? NÃO ESTEJA!

Está finalmente ciente dos benefícios da amamentação, mas, como todas as mães de primeira viagem, existem diversas perguntas sobre como começar e dar continuidade a este processo. Não se preocupe, existem apenas algumas regras que deve ter sempre em mente quando começar a amamentar.

Sim, vai produzir leite suficiente
A produção de leite depende principalmente das necessidades do seu bebê. A sucção do bebê estimula a liberação de prolactina e ocitocina, os dois principais hormônios envolvidos na produção de leite. Os seus seios estão se preparando para produzir leite desde o início da sua gravidez, por isso não tenha medo: vai ter leite! E quanto mais o bebê mamar, mais leite terá.

Ainda assim, no momento do nascimento e durante os primeiros dois a três dias, os seus seios irão produzir colostro em vez de leite. Este líquido amarelado e espesso tem propriedade infeções excepcionais. O colostro contém tudo o que o bebê precisa durante os seus primeiros dias de vida, incluindo anticorpos para protegê-lo de quaisquer micróbios que entrem em contato com ele depois de ter saído da sua barriga! É por isso que é tão importante que dê de mamar sempre que o seu bebê esteja acordado, nos primeiros dias. Dê de mamar ao seu bebê sempre que ele queira e certifique-se que ele está sugando da forma correta. Estas refeições frequentes irão ajudar a estimular a produção de leite e promover a sua subida em 48 a 72 horas após o parto. O seu peito vai endurecer e pode até mesmo tornar-se um pouco doloroso. Ao dar de mamar ao seu bebê esta tensão vai sendo aliviada até ficar estabelecida a produção normal de leite.

Sim, o bebê vai encontrar facilmente o seu peito
Sempre que possível, o seu bebê será colocado em cima da sua barriga após o nascimento e a primeira refeição ocorrerá dentro de duas horas depois do nascimento. Neste momento vai ver o seu bebê procurar de forma espontânea o seu peito, com movimentos de corpo e de cabeça até encontrar o seu mamilo. Este é um reflexo completamente natural, uma vez que o cheiro liberado do seu mamilo é semelhante ao cheiro do líquido amniótico no qual ele esteve envolvido nos últimos 9 meses.

Deixe o bebê encontrar o seu mamilo sozinho sem ter que segurar a sua cabeça nem empurrando-o contra o seu peito, o que pode levá-lo a puxar o seu peito para trás. Quando ele encontrar o seu peito, deixe-o mamar o quanto ele quiser. Se fizer uma cesariana, ou tiver outra complicação durante o parto que a impeça de amamentar, não será por um longo período de tempo, por isso não se preocupe! O reflexo para a procura do mamilo vai reduzir ligeiramente, e neste caso pode guiar delicadamente o seu bebê até o seu peito e colocar o seu mamilo à frente da sua boca para poder mamar. Assim como deve confiar que o seu bebê será capaz de encontrar o seu peito sozinho, também deve confiar nele para dar-lhe de mamar o número certo de vezes por dia. Isso vai variar de bebê para bebê. Em média, os recém-nascidos querem mamar 7 a 8 vezes a cada 24 horas, mas alguns podem mamar até 12 vezes ou mais. Confie no seu bebê e satisfaça as suas necessidades, seja ele grande ou pequeno!

DESENVOLVA BONS HÁBITOS NO DIA A DIA

Ao voltar para casa irá gradualmente conseguir organizar-se para continuar a amamentar com todo o conforto, tanto para você como para o seu bebê. Embora a relação entre vocês dois seja muito pessoal, existem algumas dicas que são úteis para todas as mães:

Antecipe e respeite os desejos do seu bebê
Durante as primeiras semanas, você constantemente vai ter o seu bebê perto de você, por isso deve oferecer-lhe o seu peito sempre que ele estiver acordado. Não espere que o seu bebê comece a chorar para lhe dar de mamar. Aprenda a observá-lo e a identificar se quer mamar mesmo antes de começar a chorar: se ele levantar ou virar a cabeça, abrir a boca, colocar a língua para fora ou colocar a mão na boca, então estes sinais significam que ele quer e precisa mamar. Deixe o seu bebê determinar com que frequência e quanto tempo deve durar cada mamada. Deixe também que ele decida o intervalo que deve existir entre cada mamada. Não entre em pânico nem fique impaciente, se a mamada durar 10 minutos ou se durar 45: alguns bebês são rápidos, mas outros precisam de mais tempo. E se o seu bebê nasceu no tempo certo e de boa saúde, não haverá necessidade de acordá-lo para lhe dar de mamar, mesmo que ele durma 6 horas ou até mais seguidas!

Esteja confortável
Lembre-se que antes de dar de mamar deve sempre lavar as suas mãos. Quanto à higiene dos seus seios, não os limpe constantemente nem muitas vezes para não eliminar as propriedades antissépticas e o cheiro dos seus mamilos que certamente irá perturbar o seu bebê! Lavá-los na hora do banho uma ou duas vezes por dia é suficiente.
Acima de tudo, certifique-se que esteja confortável durante a amamentação. Amamentar ocupa muitas horas do seu dia durante os primeiros meses e estar numa posição desconfortável pode dar-lhe significativas dores nas costas! Sempre que possível, dê de mamar num lugar tranquilo, seja deitada de lado com o seu bebê virado para você ou sentado encostada a algumas almofadas com o seu bebê nos seus braços, ou melhor utilizar uma almofada de amamentação. Quanto mais confortável estiver no momento de amamentar mais agradável será este processo para vocês dois.

Ajude o seu bebê a encontrar a posição correta
Durante as primeiras semanas é muito importante que dê ao seu bebê ambos os seios para estabelecer a sua produção de leite. Deixe-o terminar de mamar o primeiro seio antes de lhe oferecer o outro, que ele pode ou não mamar. Na próxima mamada inverta a ordem e acima de tudo preste sempre atenção à sua posição durante a amamentação. O seu bebê deve ser colocado de modo em que o seu rosto esteja voltado para o seu e o nível da boca voltado para o mamilo; o bebê não deve ter que virar a cabeça para mamar. Em seguida, coloque o mamilo á frente da boca do bebê, certificando-se de que a sua cabeça está inclinada para trás. Deixe-o abrir a boca e pegar o mamilo, garantindo que a boca do bebê cobre toda a aréola. Isto é essencial para evitar a formação de fissuras dolorosas e para garantir que as refeições do seu bebê são produtivas!
Se o seu bebê não pegar corretamente, afaste-o do seu peito e coloque um pouco de leite entre o nariz e o lábio superior do seu bebé com o seu mamilo. O bebê vai reflexivamente abrir a boca e vai poder oferecer-lhe novamente o peito numa posição melhor.
Com estas dicas sempre em mente, pode simplesmente desfrutar deste momento especial e único com o seu bebê, sem limite de tempo ou tentar controlar a quantidade de leite que o seu bebê já ingeriu. O seu pequenino sabe o que precisa!

Depois de amamentar, cuide do seu bebê e do seu peito.
Depois da amamentação, se o seu bebê não tiver adormecido, coloque-o na vertical contra o seu ombro e bata-lhe gentilmente nas costas para ajudá-lo a arrotar. Se o bebê adormeceu, pode colocá-lo na cama sem precisar acordá-lo. Deve pensar em você mesma após cada refeição. Aplicar um bálsamo específico de amamentação nos mamilos ajudará a proteger a sua pele delicada.

Verifique se está amamentando efetivamente
Não se preocupe, os seus instintos irão te alertar se houver problemas com a sua amamentação. Nas primeiras semanas, evite dar leite pela mamadeira: isto poderá reduzir a sua produção de leite, uma vez que o seu peito é menos estimulado e com isso prejudicar o bebê que não mama tão eficazmente.Há várias formas de saber se a amamentação está ocorrendo normalmente:
- Enquanto amamenta, o bebê suga avidamente e engole regularmente. Tenha em mente que no início da amamentação, o bebê engole a cada vez que suga mas diminui a frequência com a quantidade decrescente de leite de que vai dispondo.
- No fim da amamentação, um bebê saciado larga o peito e fica sonolento, com a sua pele rosada e com os seus músculos totalmente relaxados.
- As fraldas do bebê são muito molhadas. O bebê defeca cerca de 4 a 8 vezes por dia, com um aspecto granulado amarelo acastanhado nas primeiras semanas de vida. Com o passar do tempo, as fezes podem ocorrer apenas uma a duas vezes por semana, ou até menos. Desde que estas se apresentem macias e as fraldas molhadas, não há motivo para se preocupar com a obstipação.
- O bebê está ganhando peso regularmente. Não é necessário, contudo, pesar o bebê diariamente ou mesmo depois de cada refeição. Isso só vai deixar você mais ansiosa. Se o seu bebê é saudável, a pesagem mensal no pediatra é mais do que suficiente. Ainda assim, se te deixar mais tranquila, pode pesar o seu bebê semanalmente. Se fizer mais frequentemente, as flutuações de peso serão insignificantes.

OS HÁBITOS CORRETOS PARA PROTEGER O SEU PEITO

Para antecipá-lo, deverá resguardar-se de preocupações desnecessárias e saber o que fazer para garantir que a amamentação seja um momento de prazer tanto para você como para o bebê.


Não se incomode com as perdas de leite
Nas primeiras semanas de amamentação, é comum haver perdas espontâneas de leite. Isto pode acontecer quando ouve o seu bebê chorar, quando ele não é amamentado por várias horas, quando está pensando nele, durante as relações sexuais ou em caso de emoções fortes. Estas perdas podem ser incômodas mas não são motivo para preocupação. Coloque um disco de amamentação no seu soutien para absorver o leite e não se preocupe.

Evite fissuras 
As fissuras, que muitas mães temem, ocorrem mais frequentemente entre mulheres com pele e cabelos claros. Ocorrem geralmente apenas nas primeiras semanas de amamentação e podem variar entre um simples mamilo irritado a uma fissura, o que proporciona uma amamentação muito dolorosa. De novo, não se preocupe: as fissuras são fáceis de evitar tomando algumas precauções:
- Não remova o sebo natural do mamilo lavando-o frequentemente! Uma ou duas lavagens diárias com um gel de limpeza suave é mais do que o suficiente.
- Garanta que posiciona corretamente o seu bebê, de frente para o peito e de boca aberta para que possa cobrir toda a aréola do peito.
- Após a amamentação, seque o mamilo e aplique um creme especial para o efeito.
- Se tiver fissuras apesar de todos os esforços, deixe os mamilos descobertos e expostos ao ar o máximo tempo que for possível e espalhe regularmente um creme especial de amamentação sobre os mamilos doridos.

EVITE A CONGESTÃO MAMÁRIA

O endurecer dos seios que já ouviu falar é inevitável! A melhor maneira de evitá-lo é amamentar o seu bebê frequentemente, uma vez que este congestionamento do peito está presente mais frequentemente na primeira mamada. Se persistir pode massagear gentilmente a aréola entre os seus dedos. Pode ainda extrair o leite do peito, facilmente, sob um banho de água quente. Se não resultar, use uma bomba e continue até suavizar o seu peito e se sentir confortável de novo.

Responda de forma adequada a mastite
Por vezes, as mães de primeira viagem podem sentir um grande inchaço e dor no peito, que se torna vermelho e quente. Ao mesmo tempo, estas podem ainda experienciar outros sintomas como fadiga e dores. Se sentir estes sintomas, tome imediatamente as seguinte medidas:
- Amamente o seu bebê o mais frequente possível, especialmente pelo seio dolorido.
- Descanse, de verdade, com o seu bebê junto de você.
- Aplique uma toalha quente e úmida, no seio dolorido, ou use compressas de gelo (convenientemente revestidas para não provocar queimaduras), se o frio for mais eficaz no alívio da dor.
- Se não tiver melhoras no prazo de 24 horas, contate o seu médico, que provavelmente prescreverá um antibiótico. Não deve, contudo, parar de amamentar no caso de mastite.

 

Assuntos relacionados:

Amamentação: mitos e realidades! Saiba o que é verdadeiro e o que é falso!
Amamentação: mitos e realidades! Saiba o que é verdadeiro e o que é falso!

A amamentação é sempre ladeada do que "as pessoas dizem”. Começa a se sentir perdida com todas as experiências que dividem com você e que muitas vezes são contraditórias? Está na hora de descobrir o que é verdadeiro e o que é falso!

Partilhar a minha lista de cuidados