#Crescimento e desenvolvimento do bebê e da criança

Variando a alimentação do seu bebê

#Crescimento e desenvolvimento do bebê e da criança
Variando a alimentação do seu bebê
advice diversification slider
Com cerca de 6 meses de idade, seu bebê dá os primeiros passos a um mundo novo: o dos alimentos sólidos. Portanto, ele vai gostar de descobrir vários novos sabores com o passar do tempo. Use nossas dicas para dar as melhores sugestões ao seu futuro crítico gastronômico!

A idade certa

Durante os primeiros 6 meses da vida do bebê o leite da mãe ou a mamadeira atendem a todas as suas necessidades nutricionais, sendo a melhor proteção possível contra alergias alimentares. Mas a partir dos 6 meses de idade, o aparelho digestivo do seu filho está maduro o suficiente para lidar com outros alimentos. Em alguns momentos o pediatra pode aconselhar a diversificar a alimentação do seu filho um pouco mais cedo, com cerca de 4 meses: siga o conselho do pediatra.

A transição deve ser gradual, e o leite deve continuar sendo a base da alimentação do bebê por mais algum tempo. Por onde começar? Seu bebê, sem dúvida, observa com curiosidade enquanto você come e também com um pouco de vontade.

A primeira refeição sólida é motivo de comemoração para vocês dois!

Um novo mundo de experiências sensoriais está prestes a se abrir para ele. Comece com algumas colheradas de papinha de um único vegetal (cenoura, batata, mandioquinha cozida a vapor, misturado sem sal) para ver como seu bebê reage: dessa forma, se ele tiver uma reação alérgica ou um problema digestivo, você saberá qual vegetal é o culpado! Você pode mudar para outro vegetal depois de alguns dias, e então começar a fazer papinhas com vários vegetais, após testá-los. Alterne com compotas feitas de frutas cozidas, sem açúcar (maçãs, peras, mamão, bananas), evitando frutas exóticas.

Não se preocupe se o bebê ficar um pouco constipado nos primeiros dias: o sistema digestivo dele só precisa se acostumar à nova alimentação.

Comece a apresentar a nova alimentação na hora do almoço, antes de amamentar ou dar a mamadeira

Após isso, você pode incluir os novos alimentos no lanche da tarde, mantendo o leite como a principal refeição da manhã e da noite.

Os estágios seguintes:

- Depois de algumas semanas, você pode começar a adicionar quantidades muito pequenas de carne às papinhas: 10g de carne bovina, frango, presunto, carne magra, misturadas suavemente (aproximadamente uma colher de sopa). Caso sua família tenha um histórico de alergia alimentar, espere até que seu bebê tenha 12 meses antes de incluir ovos e peixes.

- Peça vários conselhos ao seu pediatra sobre como ampliar a alimentação do bebê aos poucos.

- Papinha pronta ou comida caseira? Obviamente, não há nada como o sabor de papinhas caseiras feitas com vegetais frescos. Mas as papinhas prontas disponíveis nos supermercados são feitas com matérias-primas de qualidade e fornecem aos bebês uma dieta balanceada: use essa alternativa quando não tiver tempo para cozinhar.

- Congelar os vegetais é outra forma de economizar tempo na preparação da comida do bebê. Prepare as papinhas em grandes quantidades e congele em pequenos potes: uma solução prática para os dias corridos!