#Atividades para bebês e crianças

Osteopatia para bebês: saiba os benefícios

#Atividades para bebês e crianças
Osteopatia para bebês: saiba os benefícios
advice osteopathie slider
Embora os benefícios da osteopatia em adultos sejam conhecidos, pensamos com menos frequência nos benefícios para bebês. No entanto, ela muitas vezes gera resultados surpreendentes em bebês, e seu escopo de ação é amplo: parto difícil, sono desregulado, problemas digestivos, choro contínuo, dificuldade em amamentar ou bronquite de repetição são todas as razões para levar seu bebê a um osteopata. Pronta para experimentar?

Como funciona a osteopatia?

Osteopatia considera o corpo como um todo e é sustentada pelo princípio de que as várias estruturas que o compõe - articulações, ligamentos, músculos, órgãos internos - são interdependentes: qualquer funcionamento incorreto de um elemento pode afetar os outros e desequilibrar todo o corpo. Consequentemente, a osteopatia não visa tratar um sintoma, mas sua causa, com manipulações que restabelecem a mobilidade correta do tecido orgânico.

Essa terapia, reconhecida pela área médica, não é substituta da medicina convencional, mas complementar e muitas vezes faz toda a diferença. Ela é usada em muitos casos: em adultos é conhecida por aliviar a dor nas costas, ciático e dor nas articulações, além de contribuir para o tratamento de doenças diversas como constipação, infecções urinárias, asma, dor de ouvido, enxaqueca, dificuldade para dormir e distúrbios de estresse.

Vale a pena lembrar durante a gravidez: A osteopatia pode ajudar a aliviar a dor e preparar seu corpo para o parto.

 

Quais são seus usos em bebês?

Ninguém é jovem demais para ir ao osteopata! De fato, bebês são particularmente receptivos a essa técnica, que geralmente produz efeitos espetaculares neles. Nas semanas seguintes ao nascimento, um check-up breve com um osteopata é sempre útil, pois os bebês sofrem pressões significativas no parto e que muitas vezes causam microtraumas. Essa sessão é, de modo específico, altamente recomendada caso o parto tenha sido difícil: o trabalho de parto muito longo ou, por outro lado, muito intenso e rápido, com uso de fórceps ou parto a vácuo, apresentação pélvica, parto induzido ou cesariana muitas vezes atrapalham o funcionamento normal das estruturas cranianas do bebê. Um osteopata será capaz de detectar esses problemas e resolvê-los rapidamente.

Após isso, o osteopata pode ajudá-lo a resolver uma série de problemas: choro excessivo, regurgitação frequente, cólicas, problemas digestivos e refluxo, dificuldades na amamentação, problemas de sono, sinais de ansiedade e bronquite de repetição, entre outros. Além disso, adquira o hábito de observar seu bebê com atenção: curvatura excessiva quando você o pega, cabeça achatada na parte de trás, cabeça sempre virada para o mesmo lado, rigidez nos membros, posturas que parecem estranhas ou falta de energia são sinais que podem revelar pequenos bloqueios que um osteopata será capaz de corrigir.

O que acontece?

Assim como em uma consulta médica, a sessão começa com algumas perguntas: o osteopata perguntará sobre o nascimento do seu bebê, o comportamento dele, os problemas que você notou e, é claro, o motivo para procurar uma consulta. Em seguida, ele colocará seu bebê na maca para osteopatia, deitado ou sentado contra ele, onde executará várias manipulações suaves para verificar a mobilidade de diferentes partes do corpo e, se necessário, tratar qualquer disfunção.

Enquanto alguns sons altos de estalos são ouvidos às vezes em sessões de osteopatia em adultos, não há nada disso quando se trata de bebês: as manipulações são muito suaves e delicadas, totalmente indolores. Muitas vezes, os bebês relaxam completamente e podem até adormecer durante a sessão!

Por outro lado, às vezes os bebês não gostam da sensação (principalmente quando a cabeça está sendo tocada) e começam a chorar. Eles podem simplesmente ficar assustados com o contato com uma pessoa desconhecida.

Fique calma, seu bebê não está sofrendo! Sua presença tranquila ajudará a tranquilizá-lo: segure a mão dele, fale com ele ou cante uma canção de ninar que ele goste para ajudá-lo a ficar calmo. Quaisquer bloqueios físicos em bebês são geralmente corrigidos rapidamente, já que são novos e têm o corpo bem móvel: uma ou duas sessões com duração aproximada de meia hora costumam ser suficientes para recuperar o conforto físico e a alegria de viver!