O nascimento dos dentes do bebê

O nascimento do primeiro dente do bebê é um momento muito emotivo para os pais, mas nem sempre é simples para a criança! Dores, mau humor, assadura na zona da fralda... o nascimento dos dentes é acompanhado por uma série de pequenas indisposições que complicam a vida do bebê.

O primeiro dente surge por volta dos 6 meses. Contudo, pode surgir a partir do 4º mês em alguns bebês, ou então, em casos excepcionais, o bebê pode já nascer com dentes. Por outro lado, pode acontecer que um bebê aos 12 meses ainda não tenha dentes e isso não significa que haja um problema de desenvolvimento. Seja paciente…quando o bebê começar a morder com força os bonecos, a chupar os dedos sem parar e a babar abundantemente, isto significa que o primeiro dente deve estar quase aparecendo!

O CALENDÁRIO DOS DENTES

Os dentes não nascem sempre pela mesma ordem nos bebês. No entanto, o mais frequente é que nasçam do seguinte modo:

  • Entre os 6 e os 10 meses: os incisivos centrais inferiores.
  • Entre os 8 e os 12 meses: os incisivos centrais superiores.
  • Entre os 9 e os 13 meses: os incisivos laterais superiores e inferiores.
  • Entre os 10 e os 16 meses: os primeiros pré molares.
  • Entre os 16 e os 20 meses: os caninos.
  • Entre os 20 e os 30 meses: os segundos pré molares.

Assim, entre os 2 anos e meio e os 3 anos, todos os 20 dentes de leite do seu bebê já nasceram. O bebê não terá alterações até os 6 anos, altura em que os dentes de leite começam a cair e a nascer os dentes definitivos.

AS PEQUENAS INDISPOSIÇÕES

O nascer do dente é acompanhado por uma inflamação mais ou menos dolorosa da gengiva. Esta inflamação pode desencadear uma série de pequenos problemas sem gravidade, mas por vezes muito incômodas para o bebê:

  • Gengivas inflamadas e sensíveis.
  • Hipersalivação.
  • Uma bochecha (ou as duas) vermelha e quente.
  • Mau humor (rabugento): o bebê fica mais irritado que o habitual e chora mais facilmente.
  • Assadura na zona da fralda.
  • Irritação no contorno da boca.
  • Febre baixa (inferior a 38°)
  • Trânsito intestinal mais acelerado e fezes mais irritantes.
  • Acordar mais vezes durante o sono.
  • Sensibilidade acrescida aos vírus e micróbios, que podem conduzir ao aparecimento de pequenas constipações, otites, irritação dos olhos,etc.
  • Perda de apetite temporária.

Contudo, não atribua ao nascimento dos dentes tudo o que surja no bebê: estes sintomas devem desaparecer no espaço de 48 horas. Uma febre alta, uma diarreia forte, vômitos ou uma pele sem brilho e pálida não devem ser desculpados com os dentes: se tiver dúvidas, consulte o seu médico.

PARA ALIVIAR O BEBÊ

  • Dê um anel de dentição para que ele possa morder à vontade. Alguns podem ser colocados na geladeira para manterem-se frescos, o que provoca um suave efeito anestesiante.
     
  • O seu médico poderá prescrever um bálsamo aliviante para massagear as gengivas do bebê, ou então uma preparação homeopática.
     
  • No caso de dores fortes, consulte um médico.
     
  • Pode surgir a assadura na área da fralda. Para aliviar, deixe a pele ao ar livre sempre que possível, sem fralda e mude a fralda com um cuidado particular: limpe delicadamente o bumbum com um produto adaptado, em seguida, seque delicadamente e aplique um cuidado específico, purificante e reparador.

Você também vai gostar

Imagem
blog-mustela-Dermatite-atópica-qualidade-sono-bebê-1366x301
PELE ATÓPICA

Cotidiano com pele atópica

Dermatite atópica e a qualidade do sono do bebê

Imagem
blog-mustela_Como-tratar-crosta-láctea-descamação-casquinhas-cabelo-bebês-395x415
PÓS-PARTO

Primeiros cuidados com o bebê

Como tratar a crosta láctea dos bebês

Imagem
blog-mustela-Cuidados -com-pele-muito-sensível-bebê-verão-395x415
BEBÊ

Tipos de pele

Cuidados com a pele muito sensível do bebê no verão