Dicas para pai de primeira viagem

Todos os pensamentos são agora sobre essa pequena criatura vulnerável que você nunca se cansa de olhar. Veja nossas dicas para curtir os primeiros meses de vida do seu bebê da melhor forma.

A mudança de casal para família

A chegada do seu bebê é algo maravilhoso. Mas também pode ser um momento instável. O relacionamento equilibrado que você construiu com seu parceiro pode ser afetado: vocês deixam de ser um casal para serem uma família e todos precisam redefinir o lugar e o papel que desempenham.

Permita-se ter um tempo para encontrar um novo equilíbrio com o bebê que é agora parte dessa nova família. Redefinindo papeis

• Um relacionamento sólido com sua esposa é vital para gerenciar suas novas responsabilidades como pais com total tranquilidade: vocês tiveram essa criança juntos e têm de cuidar dela juntos! Nos primeiros meses ela precisará da sua ajuda para se recuperar de todo o cansaço da gravidez e do parto. Faça o máximo possível das tarefas diárias e aproveite toda e qualquer oportunidade para passar um tempo com seu filho.

• Tornar-se pai também significa aceitar que sua parceira estará temporariamente menos disponível para você. É completamente normal que ela tenha um relacionamento extremamente próximo com o bebê nos primeiros meses. Isso vai mudar aos poucos com o tempo. Estabeleça um papel para si, cuidando do seu filho e construindo um relacionamento com ele.

• Com o tempo, um relacionamento mais trilateral entre você, sua esposa e o bebê tomará forma. O relacionamento entre você e sua esposa é tão importante para seu bebê quanto as relações entre seu bebê e a mãe e entre seu bebê e você: para uma criança, o pai é o homem que sua mãe deseja. E assim, o papel que você desempenha na vida da sua esposa enfatiza ainda mais o seu papel como pai.

• Se este não for seu primeiro filho, provavelmente será mais fácil para você se adaptar a todas essas mudanças por já ter experiência. Mas preste atenção ao modo como seus filhos mais velhos reagem ao novo bebê. Dê uma olhada nos nossos conselhos. Determinando seu papel na vida do seu filho Embora alguns pais se envolvam emocionalmente com seus filhos durante a gravidez da esposa, para outros, esse relacionamento só se inicia quando a criança nasce. Todo mundo se torna pai à sua maneira! Nascimento

• Quando seu filho nascer, você será dominado por uma onda de emoções. Faça as coisas no seu próprio ritmo: chore, abrace seu filho, observe-o. Não controle essa explosão de emoções, elas o ajudarão a criar um vínculo forte com seu filho.

• Após o bebê ter passado algum tempo deitado com a mãe, ou imediatamente após o nascimento se ela precisar de cuidados médicos especiais, tire a camisa e segure o bebê contra a pele. Desta forma, você pode aquecê-lo e ele pode conhecer o pai. Esse contato próximo ajudará a fortalecer o vínculo crescente entre vocês. Se você se sentir muito desajeitado para segurá-lo sozinho, peça a uma enfermeira obstetra para colocá-lo em seus braços para você.

• Logo após o nascimento, seu bebê recém-nascido encontra-se em um mundo novo completamente estranho. A primeira coisa que o ajudará a sentir-se em casa nesse novo mundo é o seio de sua mãe e isso fará com que ele se sinta muito seguro e protegido. Mas você também tem um papel importante a desempenhar. Se aproxime dele e abrace os dois. No pequeno espaço que você criar em torno dele, ele descobrirá que mesmo quando estiver longe da mãe o mundo não é um lugar tão hostil. Lembre-se de que você tem um papel e não se sinta como um visitante.

Primeiros meses

• Você vai cansar por ter de levantar muitas vezes durante a noite durante nos primeiros meses e isso pode ter um grande efeito: quando você enfrenta falta de sono, todas as dificuldades, mesmo as menores, podem parecer muito mais sérias. Não subestime o que a exaustão pode fazer. É a principal causa de depressão de 50% de todos os pais quando o filho tem entre 4 e 6 meses de idade. Converse com seu médico para saber o que fazer quando se sentir exausto.

• Nos primeiros meses de vida do seu bebê você deve passar longos e regulares momentos em contato físico com ele. Isso é essencial para que construa um forte vínculo com seu filho. Carregue o bebê nos braços, abrace, coloque ele para dormir, dê banho, troque as fraldas. Aceite o fato de que existe um lado materno na sua masculinidade e expresse isso. Um pai que cuida do filho não é afeminado. Mesmo que você se sinta desajeitado no início, você desenvolverá sua própria maneira de fazer as coisas. Isso ajudará você a se definir como o pai do seu filho.

• Se sua esposa escolheu amamentar, dê o apoio a ela sem se sentir excluído desse relacionamento especial: ela estará proporcionando ao seu filho o melhor alimento possível e a sua reação é importante para que ela possa fazer isso. Você poderá alimentar seu filho quando ele iniciar a alimentação com sólidos ou quando quiser variar a dieta dele.

• As brincadeiras podem ser uma ótima maneira de pais se comunicarem com seus bebês. Nos primeiros meses invente atividades divertidas para seu recém-nascido e divirta-se rindo com ele. Isso trará momentos muito alegres que você vai lembrar para o resto da vida!

Licença-paternidade

Aproveite ao máximo essa oportunidade. Use esse tempo para compartilhar a rotina com seu filho durante os primeiros dias e aproveitar essa experiência única. Você ajudará também sua esposa, que precisará de muito descanso no pós-parto.

Você também vai gostar

Imagem
advice grossesse papa mini
GRAVIDEZ

As emoções dos primeiros meses

Gravidez: o que o pai precisa saber

Imagem
advice accouchement papa mini
GRAVIDEZ

A preparação para o parto

Parto: o que o pai precisa saber