#Rotinas e cuidados com o bebê

Como começar a massagear seu bebê?

#Rotinas e cuidados com o bebê
Como começar a massagear seu bebê?
img_blog-LinguagemToque2-1048x964px
Massagear o seu filho não é sobre quais técnicas usar, mas sim, sobre se conectar com o seu pequeno. Não é preciso ler um manual gigantesco, a ideia aqui é desenvolver uma comunicação genuína com o seu bebê. Aqui está tudo o que você precisa saber.

Como você massageia o seu filho?

Massagear o seu bebê é uma oportunidade perfeita para fortalecer o vínculo entre vocês e passar tempo de qualidade com o seu pequeno. Existem técnicas que ajudam na hora da massagem, mas não é preciso ler um manual gigantesco, a ideia aqui é desenvolver uma comunicação genuína, aos pouquinhos, com o seu bebê. Mas, para te ajudar a começar, separamos algumas dicas. Aqui está tudo o que você precisa saber.

Para começar, tenha certeza de que você não vai ser interrompido e que está tudo pronto para aproveitar ao máximo esse momento.

Em primeiro lugar, vocês, os pais, são os únicos privilegiados para essa sessão de massagem. Os membros da família e profissionais também podem realizá-las, mas vocês sempre devem ter a prioridade.

1. Encontre o momento ideal

●    Para o seu filho: o momento perfeito deve ser sempre em horários distantes das refeições..
●    Para você: tenha certeza de que encontrou o momento certo, em que você estará totalmente disponível para o seu pequeno.

2. Escolha o lugar certo e torne-o aconchegante 

O lugar escolhido para essa sessão de massagem deve ser confortável e longe de estímulos sensoriais para o seu filho. Aqui vão algumas dicas para criar esse ambiente:
●    Luz suave e indireta, para não distraí-lo.
●    Atmosfera calma e reconfortante com uma música suave.
●    Temperatura entre 21º e 23ºC, assim o bebê ficará confortável totalmente despido.
●    E, se você costuma ficar com as mãos geladas, as aqueça com água quente antes de começar a massagem.

Agora, quando falamos do lugar, não importa, desde que você e seu pequeno estejam confortáveis.
●    No chão: com seu bebê em uma toalha macia e grossa, por exemplo.
●    No trocador: geralmente está na altura correta, então não irá causar dores nas suas costas.
●    Na cama: uma boa opção para aproveitar a maciez e o espaço do colchão.

3. Duração da massagem

Você pode aumentar, aos poucos, o tempo das massagens: de 2 a 5 minutos no começo, até 15 a 20 minutos.
Tudo vai depender das reações do seu bebê, então fique de olho, caso ele comece a chorar, ficar inquieto e, até mesmo a bocejar e cair no sono, e você perder contato visual, então termine a massagem mais cedo. De qualquer forma, pare a massagem se o seu filho não estiver sendo mais receptivo à ela, para garantir que você está respeitando as necessidades dele. Não podemos esquecer que é ele quem decide se aceita a massagem, assim ele entenderá que é ouvido e compreendido. 
Quando a massagem chegar ao fim, vista seu filho gentilmente e explique que o momento acabou.

É isso, você está pronto para começar a massagear o seu filho. Tudo que você precisa fazer é relaxar e conectar-se com o seu pequeno, para construir essa relação mágica entre vocês. E, quem sabe um dia, ele te ofereça uma massagem!