Flacidez no pós-parto: como deixar a pele mais firme?Agosto 2018

As mudanças no corpo que ocorrem durante a gravidez têm impacto direto no período pós-parto. Durante a gestação, a barriga cresce para acomodar o desenvolvimento do bebê e, com isso, a pele e os músculos sofrem um estiramento natural graças ao ganho de peso e aumento do volume corporal.

 

Quando o bebê nasce, aos poucos, a silhueta feminina vai voltando ao que era antes. Mas em muitos casos, a flacidez ganha espaço em regiões como a barriga, por exemplo. Isso acontece porque há um afastamento dos músculos abdominais para dar espaço ao crescimento do bebê dentro do útero na gravidez. E, com essa hiperdistensão, surge o excesso de pele depois que a criança nasce.

 

 

Cuidados começam na gravidez

 

 

A prevenção da flacidez começa ainda na gestação: a futura mãe deve investir em uma alimentação balanceada, ingerir bastante água e prestar atenção ao excesso de peso.  O aumento do volume corporal causa a ruptura das fibras elásticas da pele, potencializando a flacidez. Fazer atividades físicas de baixo e médio impacto durante a gestação também ajuda a mulher a manter a saúde na gravidez e se adaptar melhor às alterações no corpo.

 

 

Nos últimos meses da gestação, os cuidados para evitar a flacidez devem ser intensificados. Tanto no corpo quanto nos seios. E isso inclui a utilização de produtos tópicos, compatíveis com a gravidez e amamentação, oferecendo segurança para as mães e bebês. Itens que tenham formulações capazes de tonificar a pele e atenuar o relaxamento cutâneo.

 

Cremes como aliados

 

 

Os cremes para combater a flacidez são eficazes quando combinados a um estilo de vida saudável.  Na hora de escolher o produto, as recém-mães devem prestar atenção nas fórmulas e ingredientes que reafirmam a pele. Entre eles, destaque para a Centelha Asiática, que tem propriedades que tonificam os tecidos cutâneos e a Sófora Japônica, que confere elasticidade e ajuda a modelar as curvas. 

 

 

Muito mais que remodelar a silhueta, os cremes que combatem a flacidez e restabelecem a firmeza corporal devem ter alta tolerância hipoalergênica, além de serem livres de ingredientes questionáveis. Itens que associam ativos com eficácia comprovada, tanto para um efeito tensor quanto para resultados de pele mais firme e tonificada.

 

 

Para aplicar no corpo, a recomendação é usar de manhã e à noite, em áreas como barriga, glúteos, quadris e coxas. Ao usar estes produtos, seja em forma de creme, sérum ou gel, a dica é realizar movimentos circulares de maneira delicada, ativando a circulação sanguínea e facilitando a absorção dos nutrientes que deixam a pele mais firme.

 

 

No caso dos seios, a utilização deve ser cuidadosa, respeitando a sensibilidade da área. A aplicação pode ser feita em toda a mama, inclusive no colo e no pescoço. Antes de usar um creme contra a flacidez ou qualquer outra loção firmadora é preciso ficar atenta à higiene dos seios, deixando sempre os mamilos limpos e secos antes de usar um produto.

 

 

Como evitar a flacidez após a gestação

 

 

Após o nascimento do bebê, a pele estirada na gravidez perde tônus e tende a ficar flácida. O inchaço e os hormônios presentes na gestação potencializam ainda mais o problema. Por isso, a melhor forma de combater a flacidez é tomar uma série de cuidados para enrijecer e deixar a pele mais viçosa, veja como:

 

 

- Escolha cremes específicos, compatíveis com a amamentação e livres de ingredientes questionáveis. Aplique sempre após o banho, com movimentos delicados no corpo e também nos seios;

 

 

- Uma das melhores maneiras de perder peso no pós-parto é amamentar. Com isso, a mulher chega a gastar mais de 700 calorias diariamente;

 

 

- Voltar a praticar atividades físicas somente após a liberação médica, começando com exercícios leves como caminhadas, por exemplo;

 

 

- Tomar muita água e manter uma dieta rica em proteínas e alimentos ricos em colágeno, como gelatina, aveia, castanhas, nozes, frutas cítricas e vermelhas;

 

 

- Antes de usar uma cinta modeladora no pós-parto, procure a orientação do seu ginecologista;

 

 

- A drenagem linfática auxilia na circulação e retenção de líquido, amenizando o inchaço e o aspecto flácido da pele.

 

 

 

 

Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados