BLOG MUSTELA

Beleza na gravidez: o que pode e o que não pode?

Quando o resultado do teste de gravidez dá positivo, a mulher logo se vê em um turbilhão de emoções. Ela sabe que enfrentará nos próximos meses não só as transformações no corpo como também mudanças que vão mudar sua vida para sempre. A cada dia, cresce a ansiedade e surgem as dúvidas sobre o que é permitido e o que não é recomendado para manter uma gestação tranquila e saudável para o bebê.

O calendário dos primeiros dentes

O nascimento dos primeiros dentinhos do bebê é um momento muito aguardado por mamães e papais, afinal, anuncia o desenvolvimento da criança e transforma as gargalhadas em momentos ainda mais fascinantes. Normalmente, os primeiros dentes aparecem por volta dos seis meses de idade, mas isso pode acontecer antes ou depois (entre três meses e um ano). E não há motivo para preocupação, já que cada criança tem seu próprio tempo.

27.04.18

Os cuidados dos seios durante a gravidez e no pós-parto

Os cuidados com os seios devem começar assim que a futura mamãe descobre que está grávida: durante os nove meses de gestação, as mamas incham, ficam pesadas e, por muitas vezes, doloridas. Os vasinhos sanguíneos tão discretos na região se tornam mais evidentes e a pigmentação nas aréolas e mamilos, escura e intensa. Tudo isso graças às alterações hormonais que atuam nas glândulas mamárias, preparando-as para a amamentação.

A higiene do umbigo

Durante a gravidez, o bebê recebe o oxigênio e os nutrientes necessários ao seu crescimento por meio do cordão umbilical. É com ele que o pequeno se conecta à placenta dentro do útero. Por isso, este cordão é cortado logo após nascimento e o que resta no abdome do bebê é conhecido como coto umbilical. Este pedacinho irá secar e cair de 10 a 21 dias depois que o neném nasce. E é justamente neste período que a região precisa de cuidados especiais.

Crise dos 8 meses

Quando se tem um bebê em casa, toda fase é uma novidade para os pais. Isso porque o desenvolvimento humano traz mudanças contínuas conforte o tempo passa – especialmente nos primeiros anos de vida. Segundo Frans X. Plooij, cientista que estudou o comportamento dos bebês ao longo de 35 anos, até os dois anos de idade a criança passa por dez saltos mentais. Alguns destes picos comportamentais são surpreendentes enquanto outros, tendem a ser preocupantes para os pais.

Pages