Coceira na gravidez: devo me preocupar?Janeiro 2019

     As coceiras durante a gestação são causadas pelas as alterações hormonais que ocorrem no corpo da mulher ao longo da gravidez e o estiramento da pele devido ao ganho de peso do bebê e da mamãe. Mesmo sendo muito comuns, elas trazem incômodos e preocupações: na maioria dos casos, elas não acarretam não risco à saúde.

 

     No entanto, existem fatores não relacionados à coceira durante a gestação que precisam de atenção. A recomendação é observar se estas coceiras são generalizadas ou apenas em áreas como barriga, coxas e seios, se existem lesões na pele ou se elas aparecem em algum momento específico do dia. Diante dessas observações, é importante procurar seu médico para que ele avalie a necessidade de tratamento de acordo com o fator causador das coceiras.

 

Causas mais comuns da coceira gestacional

     Ao longo da gestação, o corpo da mulher passa por transformações significativas. Por isso, assim como acontece com outros órgãos do organismo, a pele também sofre com essas mudanças.

 

     Com o estiramento da pele, se não for feita uma boa hidratação – especialmente nos meses mais secos do ano – podem surgir estrias em algumas áreas como barriga, coxas e seios. E elas coçam. Por causa nas alterações hormonais e das fibras elásticas, a pele sofre modificações e a coceira pode ser um indicativo de que as temidas estrias estão chegando.

     

     Doenças de pele como a psoríase, por exemplo, também tendem a se agravar durante a gravidez e os sintomas não costumam ser nada agradáveis. Inclusive as coceiras frequentes. Como há muitas restrições quanto aos medicamentos que podem ser utilizados pela futura mamãe, uma alternativa é a utilização de dermocosméticos específicos para a fase.

   

     Nestes e em outros casos, a recomendação mais importante é conversar com um médico de confiança para que ele possa orientar a respeito dos tratamentos mais adequados para a coceira gestacional. Com o diagnóstico correto, é possível lidar com esse incômodo pra lá de desconfortável, especialmente nos últimos meses de gravidez.

 

Dicas para amenizar as coceiras na gravidez

     A principal dica para prevenir a coceira na gravidez é o uso de produtos adequados, que tenham formulações majoritariamente naturais, não contenham ingredientes questionáveis e que sejam totalmente compatíveis com a amamentação, oferecendo segurança para a mãe e o bebê.

     

     Além disso, outros hábitos simples podem contribuir para suavizar este desconforto comum entre as mulheres na gravidez:

·      Hidratar muito a pele, usando dermocosméticos que contenham ingredientes capazes de conferir elasticidade, conforto e com ação antirrepuxamento;

 

·      Aposte em produtos com ingredientes naturais como o Arabinogalactano, Cera de Abelha e Manteiga de Karité que hidratam, nutrem e ainda ativam as fibras elásticas da pele, prevenindo as estrias e as coceiras na pele;

 

·      Beba bastante água e potencialize a hidratação corporal de dentro para fora;

 

·     Tome banhos frios ou mornos, já que a água quente contribui com o ressecamento da pele, aumentando ainda mais o comichão;

 

·      Faça exercícios físicos regulares para melhorar a circulação sanguínea.

 
Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados