Beleza na gravidez: o que pode e o que não pode?Junho 2018

Quando o resultado do teste de gravidez dá positivo, a mulher logo se vê em um turbilhão de emoções. Ela sabe que enfrentará nos próximos meses não só as transformações no corpo como também mudanças que vão mudar sua vida para sempre. A cada dia, cresce a ansiedade e surgem as dúvidas sobre o que é permitido e o que não é recomendado para manter uma gestação tranquila e saudável para o bebê.

 

Nesta hora, opiniões não faltam: das experiências das amigas às crenças populares, parece que as informações se multiplicam e fica difícil saber o que realmente pode ser feito e o que pode prejudicar o bebê, especialmente quando o assunto é beleza e bem-estar. Veja, abaixo, 10 situações corriqueiras de cuidados com a pele e o cabelo que normalmente não geram tantas incertezas, mas que durante a gravidez deixam as mulheres com muitas dúvidas. Confira!

 

 

1 – Posso pintar o cabelo durante a gestação?

 

Sim, você pode desde que preste bastante atenção à composição química dos produtos. Algumas tinturas não são recomendadas porque contêm corantes e solventes que são tóxicos para o embrião – especialmente durante o primeiro trimestre de gestação. Para pintar o cabelo, prefira tintas orgânicas e xampus tonalizantes sem amônia.

 

Não se esqueça de deixar os tratamentos capilares mais fortes, como progressivas e alisamentos para depois que o bebê nascer. Esses procedimentos são feitos com produtos à base de formol, amônia, hidróxido de sódio ou guanidina, que ficam em contato com o couro cabeludo e entram na corrente sanguínea da mãe, podendo afetar o desenvolvimento do pequeno, sobretudo na fase da embriogênese, quando começa a formação do bebê. Ainda não existem comprovações suficientes de que estas substâncias sejam seguras durante a gravidez em geral. Depois dos primeiros três meses de gestação, é imprescindível falar com o médico sobre essa questão antes de se arriscar e alisar os fios.

 

2 – Não é recomendado fazer as unhas durante a gravidez?

 

Nada impede a mulher grávida de fazer as unhas, mas é preciso tomar alguns cuidados. Levar seus próprios utensílios, como alicate e tesoura, além de evitar a retirada da cutícula para prevenir infecções. Esmaltes e soluções removedoras com concentração máxima de até 50% de acetona podem ser usados.

 

3 – Como fazer depilação grávida?

 

Durante a gestação, as transformações corporais exigem um esforço adicional ao sistema circulatório. Por isso, a recomendação é não submeter as veias fragilizadas à depilação com cera quente. Também não é indicado usar cremes depilatórios e nem descolorantes. No entanto, nada impede a utilização outros métodos depilatórios, como cera fria ou lâminas. Quanto à depilação a laser, ainda não se sabe muito sobre potenciais riscos na gravidez. Mas sua eficácia pode ser reduzida substancialmente graças às alterações hormonais que ocorrem no organismo durante esse período.

 

4 – Limpeza de pele faz mal na gestação?

 

Se puder deixar a limpeza de pele para depois do nascimento do bebê, melhor. Isso porque grande parte dos cremes utilizados no procedimento possuem ácidos em sua formulação. Os aparelhos de alta frequência utilizados também não são recomendados durante a gravidez.

 

5 – Grávidas podem tomar sol?

 

Nunca sem o protetor solar! Durante a gravidez, deve-se evitar a exposição direta à radiação solar, aproveitando os dias ensolarados na sombra. Uma boa proteção UV é vital para proteger a pele contra os raios nocivos e reduzir os riscos do surgimento de melasmas: “São manchas na pele que tem relação com o sol ou alterações hormonais. Por isso que na gravidez aumenta muito as chances de ter melasma. A recomendação é que as grávidas usem muito filtro solar e tomem cuidado na exposição ao sol”, afirma a dermatologista Juliana Nakano.

 

6 – E quanto às massagens?

 

A drenagem linfática é benéfica e auxilia na circulação sanguínea e retenção de líquidos. Mas deve ser feita apenas após a liberação médica. Tratamentos modeladores e outros feitos com a pressão das mãos não devem ser procurados durante os meses de gestação. Massagens alternadas com aparelhos como radiofrequência, por exemplo, também não são aconselhados.

 

7 – Banhos muito quentes não são recomendados?

 

Especialistas afirmam que as temperaturas elevadas favorecem a dilatação das veias e diminuem a circulação, que já é prejudicada com o crescimento do bebê no útero. Por isso, banhos muito quentes, piscinas térmicas, saunas e banhos turcos devem ser evitados durante a gravidez. Além disso, esses ambientes também aumentam o ritmo cardíaco, podendo causar até mesmo vertigens e problemas respiratórios.

 

8 – Cremes anti-idade, hidratantes e clareadores estão liberados?

 

Depende muito da composição destes itens. As grávidas devem ficar atentas aos rótulos e fugir dos produtos com cânfora, ureia acima de 3%, metais pesados e outras substâncias tóxicas que podem interferir no desenvolvimento do bebê e até mesmo causar malformação e abortos. Cremes anti-idade e clareadores, por exemplo, trazem concentrações de ácidos como o retinoico, glicólico e o salicílico, que devem ser evitados. Hidratantes sem álcool e livres de ingredientes questionáveis são liberados e devem ser usados diariamente para manter a pele bonita e bem cuidada na gravidez. Prefira os cremes que hidratam e previnem as estrias para evitar o surgimento dessas marcas indesejadas.

 

9 – Gestantes podem usar maquiagem?

 

A princípio, não há nenhuma contraindicação do uso de maquiagem durante a gravidez. Mas é sempre bom ficar de olho nas embalagens e fugir daqueles itens que possuem parabenos em sua composição. Esta substância serve como conservante muito usado pela indústria cosmética e tem a função de proteger os produtos contra o aparecimento de fungos e bactérias. Segundo pesquisas norte-americanas, esse componente passa pelo cordão umbilical e pode afetar os hormônios durante desenvolvimento do feto, prejudicando não só os bebês como também as mães.

 

10 – Procedimentos estéticos estritamente proibidos

 

Por segurança da mãe e do bebê, alguns procedimentos estão proibidos durante a gestação, entre eles, estão os peelings químicos, botox, tratamentos com ácidos, laser e radiofrequência. Estes procedimentos podem causar alterações no sistema circulatório e afetar o bebê, estimulando até o trabalho de parto precoce.

 

11 – Exercícios físicos na gravidez

 

Exercícios leves e moderados, como caminhada, alongamentos, hidroginástica e Pilates são recomendados durante a gestação porque promovem bem-estar e ajudam a amenizar dores lombares, inchaços nas pernas e pés, diminuindo também riscos de insônia e aumento da pressão arterial. Já atividades de alto impacto como musculação, bike, dança e esportes de contato devem ser praticados apenas com orientação médica, levando em conta também se a mulher já fazia esse tipo de exercício antes da gestação. Lembrando que exercícios de impacto aumentam a frequência cardíaca e pressão arterial de forma muito rápida, sendo prejudicial para a mamãe e o bebê.

 

 

 

Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados

LER TAMBÉM: