5 cuidados essenciais com o cabelo dos bebêsJaneiro 2019

Os cuidados com os cabelos e o couro cabeludo dos bebês são essenciais para a higiene diária e também para evitar outros problemas, como o surgimento de alergias. Nos primeiros meses de vida, as madeixas do pequeno são muito finas e eles tendem a perder parte dos cabelos.

 

Estes são fios que foram formados ainda no útero da mãe e, por isso, tendem a cair. Não se preocupe se você perceber pequenos cabelos espalhados pelo travesseiro ou no carrinho de passeio. Além da queda, os cabelos também podem mudar de formato neste período. Uma criança que era loirinha, por exemplo, pode vir a ter um cabelo mais escuro, enquanto um bebê com fios lisos pode passar a ter cachos com o decorrer do tempo.

 

Mas com frequência, as mamães e papais têm dúvidas em relação ao assunto. Por isso, reunimos as principais dicas sobre o que pode ser feito e o que deve ser evitado:

 

1 – Atenção à crosta láctea

Alguns recém-nascidos podem ter descamações no couro cabeludo: essa escamação, que leva o nome de crosta láctea (ou dermatite seborreica) se manifesta com casquinhas que soltam do couro cabeludo e podem ser de cor amarelada ou acinzentada. As causas ainda são desconhecidas, mas acredita-se que as alterações hormonais – transmitidas pela mãe durante a gestação ou amamentação – possam estimular o funcionamento das glândulas sebáceas.

 

A dermatite seborreica não é grave nem contagiosa e não está ligada a problemas com higiene. Apesar de ser um problema estético, se for recorrente é importante que o pediatra avalie se há alguma contaminação por fungos ou bactérias para, assim, evitar complicações.

 

A maneira mais indicada para retirar as casquinhas é passar óleo para bebês ou óleo de amêndoas, suavemente, com a ajuda de um algodão embebido no couro cabeludo do bebê cerca de 30 minutos antes do banho. Outros produtos, como o Shampoo Recém-Nascido da Mustela, são indicados para a prevenção e cuidados com a crosta láctea desde o nascimento, trazendo uma textura em espuma que facilita a aplicação e o enxágue.

 

2 – Uso correto do shampoo

Para os pais de primeira viagem, existe aquela empolgação para lavar o cabelo dos bebês, deixando-os sempre macios e cheirosos. A dica é não exagerar, higienizando as madeixas dos pequenos no máximo uma vez ao dia.

   

O uso de shampoos infantis é recomendado por dermatologistas, mas os pais devem evitar sabonetes em barra, já que esses itens contêm alta concentração de detergente e outros ingredientes que podem causar alergias no couro cabeludo do bebê. Por praticidade, muitos preferem usar produtos como o Gel Lavante Corpo e Cabelo da Mustela, que é ideal para a higiene diária do bebê, limpando de maneira suave o corpo quanto os cabelos dos pequenos.

     

É preciso também ficar atento às formulações destes produtos, escolhendo itens que não ardem os olhos e que respeitam o equilíbrio da pele e do couro cabeludo do bebê. No banho, passe o shampoo e massageie suavemente o couro cabeludo. Deixe agir por 2 minutos e retire o produto. Após o banho seque bem a cabecinha do bebê e passe gentilmente o pente – se tiver casquinhas por conta da crosta láctea, elas tendem a se soltar facilmente.

     

Molhe o corpo e o cabelo do bebê com água morna. Derrame algumas gotas de 2 em 1 Corpo e Cabelo da Mustela na mão e, em seguida, lave o bebê fazendo espuma. Enxágue cuidadosamente.

 

3 - Produtos 2 em 1

Atualmente, estão disponíveis no mercado diversos produtos que colaboram bastante com os cuidados no dia a dia com os pequenos, trazendo praticidade aos pais. É o caso dos produtos para banho conhecidos como 2 em 1: eles podem ser usados no corpo e no cabelo do bebê. Aqui, a dica é buscar por produtos com pH fisiológico (entre 4,5 e 5,5), que não ressecam, não agridem a pele e nem o couro cabeludo e que respeitam a delicadeza cutânea, atuando em plena harmonia com a pele frágil dos pequenos.

 

Os produtos especificamente desenvolvidos para esse fim são seguros e acalmam a pele, além de compensar os efeitos de ressecamento do banho. É importante também observar a formulação do produto. Tudo isso colabora para que esse momento seja ainda mais agradável para o bebê.

 

4 - Segurança

Desde o nascimento, uma das questões mais importantes que devem ser levadas em conta é a segurança dos produtos utilizados nos bebês. Inclusive para a higienização dos cabelos. A dica é ficar atento ao pH e às propriedades dos itens, evitando ingredientes questionáveis que possam ser prejudiciais à pele e couro cabeludo dos pequenos. Produtos adequados evitam ressecamentos, irritações, potenciais alergias na pele e ardência nos olhos.

 

O pH (potencial Hidrogeniônico) vai de 0 a 14 e mede a acidez, a neutralidade e a alcalinidade das substâncias. Nos produtos específicos para os pequenos, o pH é fisiológico (4,5 a 5,5). Ou seja, é compatível com a pele. Isso significa uma maior proteção contra agentes externos, como a poluição e as mudanças de temperatura. Os produtos ideais para o bebê são os que levam detergentes suaves e naturais, além de serem hipoalergênicos.

 

5 - Ingredientes naturais

Uma maneira de proteger a saúde da pele e couro cabeludo do bebê é fazer a escolha por produtos que utilizam ingredientes naturais em sua formulação. Desta forma, o pequeno não terá contato com aditivos químicos que podem ser prejudiciais à pele.

 

Em muitos cosméticos disponíveis no mercado, inclusive para as crianças, é comum a utilização de ingredientes como os parabenos, os ftalatos e o fenoxietanol, por exemplo, que podem ser prejudiciais à saúde causando alergias, coceiras e até mesmo problemas maiores com a utilização contínua. É importante ressaltar que os produtos que serão utilizados no bebê devem ser aprovados pela Anvisa, ainda que sejam compostos por ingredientes naturais.

 

     

     

 

Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados