Os perigos do sol

A pele do bebê perante o Sol

A pele de um adulto é capaz de se defender das agressões do Sol se não estiver sujeita a condições de exposição em excesso. A camada superficial da pele, a melanina e os mecanismos de reparação celular participam nesta fotoproteção natural. Mas, nos bebês e nas crianças menores, estes mecanismos de defesa são ainda imaturos, o que os torna particularmente vulneráveis ao Sol:

 

  • A pele do bebê é mais fina e mais sensível.
  • A função de barreira protetora é ainda pouco eficaz e os UV penetram mais facilmente.
  • O sistema imunológico dos bebês é ainda imaturo e defende mal a pele contra as agressões os UV.
  • O sistema de pigmentação dos bebês, destinado a proteger a pele, está ainda pouco desenvolvido.
  • A pele dos bebês é rica num potencial celular único, mas frágil. Por isso, é primordial protegê-la para garantir a saúde a longo prazo.
  • Por fim, a transpiração dos bebês é ainda pouco abundante, o que os torna mais sensíveis às variações de temperatura, às queimaduras solares e à desidratação.

 

 

Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados